Dica de Alimentação Pré-Treino para Hipertrofia

Publicidade

Fazer atividade física é fundamental para melhorar nossa qualidade de vida e também promover diversos benefícios para o corpo e para a saúde como um todo. Para que a atividade física traga resultados realmente efetivos, a alimentação deve ser ajustada às novas necessidades nutricionais.

Neste artigo, vamos apresentar algumas dicas para fazer uma alimentação pré-treino que garanta ótimos resultados com a prática de exercícios. Se quiser conhecer mais sobre este assunto, leia também os artigos suplementos para musculação e creatina monohidratada.

Como desenvolvemos músculos?

O tecido muscular é formado por um grupo grande de fibras. Com o treinamento de força, estas fibras sofrem uma tensão e ficam danificadas, gerando no local uma pequena inflamação que será posteriormente combatida pelo corpo.

Para que o metabolismo seja capaz de realizar todas as atividades de maneira adequada tanto durante o exercício quanto no período após o esforço físico, este precisará receber os nutrientes necessários através da alimentação e também com o uso de suplementação.

A alimentação pré-treino é fundamental não só para garantir a energia necessária durante o treino, mas também é importante para evitar o catabolismo, ou seja, o processo em que seu corpo utilizará a massa muscular como fonte de energia.

O que devemos comer na refeição pré-treino?

 

Todos os nutrientes são fundamentais para o organismo. Durante o treinamento de força, o corpo irá utilizar maior quantidade de energia, mas também terá um desgaste físico e nutricional muito maior.

Assim, a qualidade da alimentação pré-treino irá determinar o nível de energia e disposição do atleta durante a atividade física e também irá promover uma recuperação muscular mais saudável.

Vamos apresentar, a seguir, algumas dicas para ter uma alimentação pré-treino completa:

1. Coma carboidratos saudáveis:

Antes do treino, o corpo precisará basicamente de dois tipos de carboidratos: um que tenha liberação mais rápida de energia para ser prontamente utilizado pelo metabolismo e outro que tenha liberação mais lenta de energia para garantir que haverá um desempenho ao longo de toda a atividade física.

Os carboidratos de alto índice glicêmico liberam energia de maneira rápida. Alguns tipos de frutas, produtos à base de farinha branca e açúcar refinado, e o mel são exemplos destes alimentos.

Já aqueles que tenham baixo índice glicêmico demoram mais tempo para serem digeridos e ajudam na manutenção da energia. Neste grupo podemos encontrar os alimentos ricos em fibras como os pães e as bolachas integrais, assim como os cereais, as castanhas, os feijões, entre outros;

2. Coma proteínas saudáveis:

Além do consumo de glicose pela célula durante o treino, há também a utilização de diversos tipos de aminoácidos. Desta forma, devem-se agregar alimentos que sejam ricos em proteínas também antes dos treinos.

Os diversos tipos de carnes, leite, iogurte, queijo, ovos, as castanhas e os feijões são excelentes fontes de proteínas;

3. Faça uma hidratação adequada:

A reposição de líquidos é fundamental para o bom desempenho durante o treino. Além disso, com o aumento da temperatura corporal, o organismo irá eliminar água e também perderá sais minerais.

Antes e durante o treino, beba bastante água e, se possível, faça o consumo de bebidas isotônicas que contêm eletrólitos para promover a reposição de sais;

Conclusão

A alimentação pré-treino é muito importante para manter a energia e disposição durante a atividade física, além de manter os níveis saudáveis de hidratação e também auxiliar na manutenção da massa muscular.

Continue conosco nos próximos artigos e deixe aqui seus comentários ou dúvidas. Até mais.

O que você achou das dicas de alimentação pré-treino? Como é a sua? Comente!

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar!