GUIA: Mamoplastia Redutora: Fotos, Cicatriz, Como é Feita

Publicidade

Tire suas dúvidas sobre a mamoplastia redutora

A preocupação com o corpo exerce um papel-chave e bastante intenso para a maioria das pessoas, que buscam desde pequenas alterações até mudanças significativas e radicais. Assim, as cirurgias plásticas são cada vez mais comuns, mas diferentemente do que possa parecer, nem toda cirurgia tem apelo apenas estético, como é o caso da mamoplastia redutora.

Embora muitas mulheres busquem pelo aumento dos seios (ou redução) com o uso de próteses de silicone, muitas outras vão no caminho oposto, buscando pela redução dos seios com a mamoplastia redutora. A mamoplastia redutora pode ajudar não apenas a estética e a auto-estima do paciente, mas também a sua saúde. Saiba do que se trata a mamoplastia redutora e tire suas dúvidas sobre o procedimento.

O que é a mamoplastia redutora?

A mamoplastia redutora, também conhecida como diminuição ou redução dos seios, é um procedimento cirúrgico que visa a diminuir o tamanho das mamas de modo proporcional e satisfatório para o paciente, que na maioria dos casos são mulheres.

Quais são os casos indicados para a mamoplastia redutora?

Mulheres que possuam seios demasiadamente grandes ou com elevado grau de ptose, a queda da mama, são indicadas para a mamoplastia redutora. Nesse caso, a cirurgia é indicada porque na maioria das vezes os seios possuem um volume e peso maior do que o corpo efetivamente aguenta, levando a problemas de postura e dores na coluna, por exemplo. Assim, a mamoplastia redutora melhora a qualidade de vida da paciente.

Além disso, também é possível promover a mamoplastia redutora para atender um apelo majoritariamente estético, já que é possível reduzir as mamas para um tamanho desejado ou próximo ao desejado.

A mamoplastia redutora também é indicada para homens que estejam passando por processo de adequação de gênero e que estão buscando as adaptações corporais correspondentes ao gênero.

Avaliação médica é fundamental

Assim como qualquer cirurgia, especialmente as que envolvem mudanças corporais, a avaliação médica é indispensável na hora da mamoplastia redutora. Isso porque o cirurgião precisará ter um senso aguçado de proporções para planejar exatamente quanto da mama deve ser retirado. Dessa forma, uma avaliação médica competente e responsável será uma garantia a mais de que o resultado ficará harmonioso, proporcional e, tão importante quanto, satisfatório.

Como é feita?

Após a avaliação médica para a mamoplastia redutora, o procedimento pode ser feito com anestesia geral e leva entre 2 e 3 horas, sem maiores complicações na maioria dos casos.

Já a técnica ideal para a mamoplastia redutora dependerá de cada paciente e, principalmente de cada cirurgião, mas em suma consiste na retirada de tecido mamário, além da retirada de pele em excesso e de gordura.

Na sequência, promove-se um remodelamento mamário e reposicionamento do mamilo. Assim, a mamoplastia redutora muitas vezes leva a uma diminuição do grau de ptose da mama.

Cicatrizes da mamoplastia redutora

Embora cada paciente responderá de um jeito à cirurgia, a mamoplastia redutora comumente deixa algumas cicatrizes, que serão tão maiores quanto o tamanho das mamas. Assim, seios previamente muito grandes originarão cicatrizes maiores, assim como o excesso de peso colabora para o surgimento de cicatrizes.

A cicatriz mais comum é em formato de T, que consiste em uma cicatriz pouco visível ao redor da auréola que se prolonga verticalmente até a parte debaixo do seio, região conhecida como sulco infra mamário. Nessa região, a cicatriz passa a ser horizontal e sua prolongação dependerá de cada caso.

Apesar disso, cerca de um ano após a mamoplastia redutora as cicatrizes, na maioria dos casos, já apresentam aspecto pouco visível e quase nenhuma textura.

Cuidados após a cirurgia

Feita a mamoplastia redutora é imprescindível seguir absolutamente todos os cuidados indicados pelo seu médico. Embora muitos cuidados pós-operatórios sejam comuns a todos os pacientes, seu médico pode te recomendar alguns cuidados especiais que devem ser estritamente seguidos.

– Repouso

O primeiro banho completo após a mamoplastia redutora, por exemplo, deve acontecer entre 1 a 3 dias, período que pode prolongar-se até 8 dias, dependendo do caso.

Atividades moderadas podem ser feitas a partir do primeiro mês, mas somente após três meses é possível retornar com a atividade física, por exemplo.

– Sutiã compressivo

Durante o primeiro mês é indispensável o uso de um sutiã compressivo, responsável por ajudar na diminuição do inchaço e dar sustentação aos seios recém-operados.

– Controle de peso

Um ganho exagerado de peso após a mamoplastia redutora pode afetar os resultados da cirurgia, inclusive durante a gravidez. Dessa forma, para garantir que o resultado satisfatório se mantenha é importante controlar o peso.

A mamoplastia redutora pode ser uma grande aliada para sua saúde e auto-estima, podendo fornecer resultados desejados sem maiores complicações. Apesar disso, é fundamental conversar com seu cirurgião para avaliar se é realmente a cirurgia certa para você.

Tem dúvidas? Comente

6 Comments

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar!