GUIA: Transplante Capilar – O que é e Como é Feito?

Publicidade

Saiba como funciona o transplante capilar

A calvície é um dos grandes problemas que atinge a maioria dos homens em algum ponto de suas vidas. Apesar de alguns não se importarem e encararem a calvície de forma natural, outros sentem falta dos cabelos e apelam até para produtos que prometem verdadeiros milagres capilares. Para esses homens que se sentem desconfortáveis com a falta de cabelos, o transplante capilar pode ser a solução ideal.

O QUE É O TRANSPLANTE CAPILAR

o que é

Ao se pensar na palavra transplante logo imaginamos que se precisa de duas pessoas para fazer uma cirurgia desse tipo, mas no transplante capilar os fios que serão reimplantados na região da calvície são retirados do próprio paciente, normalmente da área posterior e lateral da cabeça, onde a quantidade de cabelo é maior e os fios, mais fortes. Isso acontece para que o resultado final seja o mais natural possível, já que assim o cabelo reimplantado terá a mesma textura e cor. Os fios utilizados são retirados a partir da raiz e implantados no couro cabelo.

QUANDO O TRANSPLANTE CAPILAR É INDICADO?

quando é indicado

O transplante capilar é indicado para o paciente que sofre com a calvície moderada, que atinge até metade da cabeça, já que é preciso certa quantidade de cabelo para que seja feita a cirurgia. Pessoas que sofreram algum tipo de queimadura ou acidente também podem fazer o transplante capilar como forma de cirurgia reconstrutora.

O QUE É A CALVÍCIE?

A calvície é um problema capilar que acontece mais em homens do que em mulheres devido à testosterona, hormônio sexual masculino que também é produzido pelas mulheres, só que em menor quantidade.

o que é

A testosterona é a grande causadora da calvície já que ao entrar em contato com a raiz do cabelo sofre a ação de uma enzima. Essa reação provoca o surgimento de substâncias que reduzem a velocidade de crescimento dos fios, podendo causar até a atrofia dos fios.

Assim, ao passar pelo processo natural de renovação capilar onde os fios antigos caem para que novos cresçam, o cabelo torna-se mais fraco com o excesso da testosterona e ocorre o não crescimento de novos fios.

A calvície normalmente é um fator genético sendo passado de pai para filho, portanto, se você possui um histórico de calvície em sua família provavelmente irá sofrer com a queda de cabelo em algum momento da sua vida.

guia completa

Leia também:

CONSULTE UM CIRURGIÃO PLÁSTICO

consulte um especialista

Para que o transplante capilar seja realizado, o paciente deve procurar um cirurgião plástico que seja especialista em procedimento capilar. Você deve fazer uma pesquisa do profissional antes de marcar uma consulta, verificando se ele possui registro médico e se a clínica onde ele atende é confiável.

mais auto estima

Durante a consulta, o profissional irá avaliar o seu couro cabeludo para saber se o transplante capilar é o ideal para você, verificando a saúde dos seus fios, seu tipo de calvície e o ritmo de crescimento dos fios. Tire esse tempo da consulta para conversar com seu médico sobre os resultados reais do transplante e para tirar todas as suas dúvidas.

a solução de problemas

Assim que sua cirurgia for agendada, é importante que você não fume por pelo menos duas semanas antes do procedimento já que o cigarro pode interferir na cicatrização da pele, pois inibe o fluxo sanguíneo. Além disso, o médico dará todas as instruções sobre como se preparar para a cirurgia cuidando da alimentação e evitando ingerir certos medicamentos.

Conheça também: Guia Minoxidil

COMO É FEITO O TRANSPLANTE CAPILAR?

como é feito

O transplante capilar, como o próprio nome indica, promove a remoção e pequenos enxertos de cabelo de uma região com cabelos para uma área calva. Os enxertos variam de tamanho, onde os redondos contêm cerca de 10 a 15 fios, enquanto os minienxertos possuem entre 2 e 4 fios e os microenxertos, 1 ou 2 fios.

Dependendo do resultado pretendido, podem ser necessárias diversas sessões cirúrgicas feitas após cada intervalo de cicatrização. Além disso, o resultado também dependerá do tipo de fio, já que os grossos, cinza ou claros tem resultado melhor do que os escuros e finos. Dependendo do tamanho do enxerto, podem ser feitos entre 50 e 700 enxertos por sessão.

sugestões de tratamentos

Antes de ser transplantada, a região que doará os enxertos é cortada para fácil acesso, que pode ser feito por punção com um tubo especial ou então com o bisturi. Após a remoção do enxerto, pode ser injetada uma solução para manter a resistência da pele. Já os orifícios que ficam após a retirada podem ser fechados com pontos únicos, no caso da punção, ou com uma cicatriz linear de tamanho reduzido.

No transplante capilar é preciso especial cuidado com a direção do crescimento dos fios transplantados, além de ser necessário garantir o contínuo crescimento na área duradoura. Ao final da sessão, o couro cabeludo é limpo e coberto com gaze, podendo ser necessária uma bandagem compressora por algumas horas – isso, entretanto, dependerá da indicação do seu médico.

PÓS-OPERATÓRIO DO TRANSPLANTE CAPILAR

pós operatório e cuidados

Após o transplante capilar é normal sentir certo incômodo na região que passou pelo procedimento e o médico pode prescrever medicamentos para aliviar esse desconforto. Se o cirurgião optou por utilizar as bandagens, elas podem ser retiradas no dia seguinte e o cabelo pode ser lavado de forma cuidadosa depois de dois dias. Já os pontos da cirurgia serão retirados em até duas semanas.

Atividades físicas devem ser evitadas por até três semanas já que o fluxo sanguíneo para a região do couro cabelo pode causar sangramentos. É importante seguir as orientações do seu médico e comparecer a todas as consultas de retorno para que ele verifique como está o processo de cicatrização.

O resultado final depende do tamanho da área transplantada e do número de sessões que serão exigidas para um transplante capilar satisfatório, podendo precisar de até dois anos para que o resultado seja visto.

Com o transplante capilar você pode ter sua autoestima de volta seguindo corretamente as orientações médicas e conversando com um cirurgião plástico especialista.

Tem dúvidas? Deixe um comentário abaixo que responderemos assim que possível!

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar!