Espinhas/Acne na Gravidez/Gestação: O que fazer?

Publicidade

Tire suas dúvidas sobre as espinhas na gravidez

como evitar espinhas na gravidez

A gravidez é um momento sempre muito especial na vida de qualquer mulher, significando o início ou ampliação de uma família. Gerar um bebê, entretanto, provoca muitas modificações no corpo da mulher, que pode ter alguns efeitos que seriam atípicos em condições fora da gravidez, mas completamente normais. Dentre os efeitos estão as espinhas na gravidez, que podem surgir em qualquer mulher.

acne na gestação

A acne durante o período de gestação pode surgir mesmo quando a mulher não sofria com o problema desde a adolescência e por isso é tão importante saber como prevenir e tratar esse problema, cuidando da saúde da mãe e do bebê.

Por que surgem espinhas na gravidez?

Para se adequar a todas as modificações do corpo e para permitir o desenvolvimento do bebê, a gravidez traz consigo uma verdadeira bomba de hormônios para o corpo da mulher. O aumento do nível hormonal leva a diversas modificações, como o surgimento de espinhas, estrias e celulite.

porque surgem

As espinhas na gravidez surgem devido ao aumento do nível de progesterona, o que faz com que aumente a produção das glândulas sebáceas e, portanto, aumenta a oleosidade da pele. Assim, os poros ficam entupidos mais facilmente, favorecendo o surgimento de espinhas.

espinhas na gravidez

As espinhas na gravidez são mais comuns nas primeiras semanas de gestação, já que com a proximidade do parto o nível de progesterona vai diminuindo e se normalizando.

Onde surgem as espinhas na gravidez?

no rosto

Os locais mais frequentes para os aparecimentos das espinhas na gravidez são o rosto, costas, nuca e seios, pois são locais com maior concentração de glândulas sebáceas. Apesar disso, os efeitos da gravidez são diferentes para cada mulher e no caso de aparecimento de espinhas em locais incomuns é preciso redobrar a atenção e consultar um dermatologista o mais rápido possível.

Como evitar espinhas na gravidez?

espremendo certo

Embora não seja possível evitar completamente o surgimento de espinhas na gravidez é possível tomar alguns cuidados para diminuir ao menor nível possível o surgimento da acne, assim como evitar o surgimento de novas espinhas.

acne na gestação

Antes de tomar qualquer medida, entretanto, é fundamental consultar o seu médico para saber quais produtos você pode utilizar.

– Limpe a pele corretamente

Limpar a pele é essencial em qualquer situação e sua necessidade é ainda maior em se tratando de espinhas, especialmente na gravidez. Assim, limpe sua pele cerca de três vezes por dia com sabonete antisséptico ou próprio para gestantes com pele oleosa. Não esfregue o rosto e nem lave a pele muitas vezes por dia, pois isso pode, ao contrário, aumentar a produção das glândulas sebáceas.

pele limpa de cravos e espinhas

– Evite a exposição solar

A exposição solar estimula a produção de oleosidade e se você está sofrendo com espinhas tente evitar ao máximo a exposição solar, especialmente das áreas que estiverem afetadas pela acne. Dessa forma, não saia sem protetor solar com FPS alto e use óculos, chapéus e outros acessórios para proteger a pele.

– Não use água quente

Banhos muito quentes podem estimular as glândulas sebáceas a produzir mais oleosidade, fazendo com que o problema de espinhas se torne ainda maior. Se quiser evitar as espinhas na gravidez opte por banhos mornos ou frios, de modo a causar um impacto menor na sua pele.

– Tenha uma alimentação saudável

Alimentar-se corretamente com uma dieta que não seja rica em gorduras e produtos industrializados além de fazer bem para o seu bebê irá fazer bem para a sua pele, ajudando a prevenir o aparecimento de espinhas. Também é importante manter-se hidratada e beber bastante líquido, como água, água de coco, água com gás e sucos naturais.

tratamentos para acne

Como tratar espinhas na gravidez?

Se as espinhas na gravidez já surgiram ou se não foi possível evitar mesmo com todos os cuidados, é hora de tomar as providências para tratar corretamente do problema, evitando que marcas permanentes fiquem como uma lembrança ruim.

– Procure um dermatologista

Na gravidez, nenhum cuidado é demais e por isso é tão importante consultar um profissional capacitado para relatar seu problema com espinhas. Somente um profissional será capaz de avaliar seu caso e indicar produtos que sejam seguros para você e para o bebê.

– Evite produtos com ácidos

Diferentemente do tratamento convencional de acne, tratar espinhas na gravidez precisa de mais atenção, já que o uso de ácidos como o retinóico e salicílico podem prejudicar o desenvolvimento do bebê. Assim, é importante prestar a máxima atenção à composição dos produtos e não usar nenhum por conta própria, consultando sempre um médico.

procure um dermatologista

– Não esprema e não coce

Por mais difícil que seja resistir, não esprema e nem coce as espinhas que surgirem, porque você pode piorar o quadro, espalhando bactérias da inflamação por diversas áreas do seu corpo. Assim que surgirem, trate as espinhas com produtos específicos e recomendados para você – e isso não inclui os seus dedos ou suas unhas.

– Use filtro solar

Por causa dos hormônios, a pele durante a gravidez corre um risco maior de sofrer com manchas, especialmente no caso de espinhas. Se não quiser ficar com manchas, não abra mão do filtro solar, que, nesse caso, deve ser em versão gel ou para a pele oleosa para não aumentar o quadro de espinhas.

espinhas

A gestação é um momento mágico e não são as espinhas na gravidez que precisam atrapalhar isso. Procure um dermatologista, converse com seu médico e evite e trate desse problema, podendo-se focar exclusivamente em seu bebê, sem preocupações.

O que você achou das dicas de como tratar e evitar espinhas na gravidez? Comente!

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Seus amigos vão adorar!